Algocracia: um estudo da gestão mediada por algoritmos pela perspectiva dos trabalhadores de plataformas digitais

Data
2022-02-23
Orientador(res)
Silveira, Rafael Alcadipani da
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este trabalho investigou quais as implicações do modelo de gestão mediada por algoritmos em trabalho de plataformas digitais no Brasil na perspectiva dos trabalhadores, com base em entrevistas etnográficas e observações não participante junto a entregadores em plataformas digitais de foodtechs e gerenciados por algoritmos. Os resultados desta pesquisa sugerem que a modulação do controle socioalgorítmico no trabalho está ancorada no tensionamento de três principais fatores, não hierárquicos, sendo eles: controle algorítmico granular do trabalho, permissividade do Estado e condições socioeconômicas locais. Dessa forma, esse modelo de gestão no trabalho de plataformas digitais no Brasil, implica em dois aspectos principais: (i) percepção positiva da atratividade do trabalho, apresentada na facilidade de aprovação, baixa complexidade da atividade e condições de flexibilidade em tempo e renda e (ii) reinvenção dos controles exercidos pelas plataformas de foodtech, experienciados via modelos de vínculo baseados em horários fixos com aceitação automática das atividades no Brasil e o não entendimento da lógica algorítmica. Assim, as descobertas evidenciam que as tecnologias de gestão algorítmica possibilitam novas formas de controle moduladas a partir de aspectos regionais. Por meio da experiência de trabalhadores gerenciados por algoritmos em plataformas de foodtech, os achados do presente estudo contribuem na compreensão das implicações locais desse modelo de gestão para com os trabalhadores e avança com novos entendimentos no campo teórico do tema da gestão do trabalho mediada por algoritmos e do trabalho de plataforma digital.


Descrição
Área do Conhecimento