Finanças comportamentais: uma análise dos agentes do mercado financeiro brasileiro

Data
2015
Orientador(res)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A Teoria dos Mercados Eficientes (TME) que se apoia em princípios como a racionalidade ilimitada dos agentes e aversão ao risco, vêm sendo questionada pelo ramo das Finanças Comportamentais. O presente trabalho se propõe a detalhar os princípios da Teoria do Prospecto, tida como a base das Finanças Comportamentais, e replicar a pesquisa elaborada por Kahneman e Tversky (1979), porém, a um universo restrito de entrevistados (agentes do mercado financeiro). Os resultados sugerem que os agentes do mercado financeiro cometem erros sistemáticos, incompatíveis com a premissa básica de que os agentes possuem racionalidade ilimitada.


Descrição
Área do Conhecimento