Modelando a transmissão sexual da ZIKA

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2018-11
Orientador(res)
Coelho, Flávio Codeço
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Em 2015-16 a América do Sul passou pela maior epidemia de ZIKA já registrada na história. Um importante aspecto dessa epidemia foi o impacto nos recém-nascidos devido ao efeito da Zika no desenvolvimento do sistema nervoso central levando a severa má-formação. Também se tornou evidente a partir dos dados a importância da transmissão sexual aumentando o risco para as mulheres. Nós propomos um modelo matemático para a transmissão do zika vírus incluindo transmissão sexual por todas as formas de contato sexual, assim como transmissão vetorial, assumindo uma disposição constante de mosquitos. Deste modelo derivamos a expressão para R0 que é usada para estudar e analisar as contribuições relativas para a rota de transmissão sexual de homem para mulher vis-a-vis transmissão vetorial. Nós também ajustamos o modelo aos dados da epidemia da Zika de 2016 no Rio de Janeiro para estimar os valores de parâmetros chaves do modelo.


Descrição
Área do Conhecimento