Understanding smart tourism destination: evidence from a smart city project implementation in an international tourism destination

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2017-10-18
Orientador(res)
Joia, Luiz Antonio
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O rápido aumento da população urbana apresenta novos desafios para a administração de cidades em todo o mundo. No entanto, com a adoção generalizada de tecnologias de informação e comunicação (TIC), um número crescente de iniciativas estão sendo implementadas para aliviar essa tensão ao tentar transformar os centros urbanos em cidades inteligentes. Paralelamente ao conceito de cidades inteligentes, uma variação específica deste conceito emergiu no setor de turismo, cunhado na ideia de destinos turísticos inteligentes (DTI). Com base na experiência de Armação dos Búzios (RJ, Brasil), esta pesquisa explora algumas questões cruciais ao processo de transformação de um destino turístico em inteligente. De fato, os principais destinos turísticos estão implementando cada vez mais as TIC para enriquecer as experiências dos turistas e, como resultado, melhorar a competitividade do destino. Apesar do crescente número de iniciativas de DTI em diferentes países, a literatura existente permanece incipiente sobre esse fenômeno crescente. Assim, o primeiro artigo desta tese propõe um modelo teórico – o Smart Destinantion Development Model - visando indicar um caminho estratégico que um destino turístico deveria seguir para se tornar inteligente. Ao discutir a ideia de DTI, argumentamos que, além de aumentar a competitividade do destino, um projeto de DTI deve basear-se em um paradigma sustentável para criar valor público para a comunidade local. O segundo trabalho, desenvolvido sob a perspectiva da teoria Ator-Rede, está focado em investigar o processo de implementação do projeto de cidade inteligente de Armação dos Búzios, denominado Cidade Inteligente Búzios (CIB). Além disso, essa pesquisa também tentou entender o papel do contexto na implementação de um projeto de cidade inteligente. Nossas descobertas revelam que o projeto da cidade inteligente estudado foi principalmente motivado pela regulação pública e decisões, que caracterizamos como de cima para baixo, praticadas através das interações de seus participantes Após reconhecer o papel dos atores envolvidos no projeto CIB, bem como suas motivações, o terceiro artigo analisou o mesmo projeto usando o modelo SDDM. Desta forma, o artigo III visa investigar se, no processo de implementação do projeto da cidade inteligente, Armação dos Búzios também buscou se tornar um DTI. Nossos resultados mostraram que, apesar das oportunidades que surgiram com a infraestrutura tecnológica trazida pelo projeto da cidade inteligente, o setor de turismo de Armação dos Búzios não conseguiu se tornar mais eficiente. Assim, o último artigo provou que as TIC não irão atuar por si só para melhorar a experiência dos turistas. Na verdade, há uma cadeia de valor turístico muito complexa que precisa ser organizada e envolvida com uma visão estratégica comum, antes que a tecnologia se torne útil para aumentar a competitividade do destino turístico.


Descrição
Área do Conhecimento