Trabalho - escola: por onde passa a qualificação profissional?

dc.contributor.advisorFrigotto, Gaudêncio
dc.contributor.authorUlup, Lilian Rose
dc.contributor.memberMinayo Gomez, Carlos
dc.contributor.memberSilveira, Maria Helena
dc.contributor.unidadefgvInstitutos::IESAEpor
dc.date.accessioned2012-02-01T18:56:20Z
dc.date.available2012-02-01T18:56:20Z
dc.date.issued1994-02-09
dc.description.abstractLa crise du modèle fordien et l'avènement de la dernière révolution industrielle ont imposé un changement de la base technique de la production et de l'organisation du travail. Actuellement ce sont d'autres les capacités requises qui composent le profil du travailleur. Ce sont la capacité d'abstraction, de travail en équipe et d'esprit de corps qui sont privilégiés. Et c'est la formation générale qui est mise en avant dans la préparation professionnelle. Même si certains auteurs parlent, à ce propos, d'une convergence avec les intérêts des travailleurs, il faut dire que la logique de cette formation demeure celle du capital: la division entre travail manuel et intellectuel n'est pas effectivement mise en question, dans la mesure où cette préparation ne s'insère pas dans une proposition de changement des rapports sociaux d'exclusion et d'aliénation. Les travailleurs, immergés dans le monde de la nécessité, de la 'préoccupation', forment des représentations sur le travail ,l'éducation et la formation professionnelle, basées, surtout, sur le monde des apparences. Malgré les noyaux de bon sens, leurs représentations n'atteignent pas une complète compréhension du réel. C'est pourquoi ils cherchent, en de nombreuses situations, une qualification professionnelle qui, à moyen terme, le moins qu'on puisse dire, est qu'elle ne sert pas à leurs intérêts, en tant que citoyens-travailleurs. *De leur point de vue, il faut penser la formation scolaire et professionnelle axée sur une solide base scientifique, qui permette aux travailleurs l'acquisition des instruments analytiques nécessaires à la compréhension du monde et de leur insertion dans la production et dans la trame des rapports sociaux.fra
dc.description.abstractCom a crise do modelo de produção fordista e o advento da última revolução industrial, mudaram a base técnica da produção e a organização do trabalho. Atualmente são outros os requerimentos que compõem o perfil do trabalhador. Há um privilegiamento da capacidade de abstração, do trabalho em equipe, do esprit de corps. A ênfase na preparação profissional passou a ser na formação geral. A pesar de alguns autores falarem de convergência de interesses com a classe trabalhadora, a ótica dessa formação continua sendo a do capital: não chega a questionar realmente a divisão entre trabalho manual e intelectual, por não estar inserida em projeto de mudança das relações sociais de exclusão e de alienação. Os trabalhadores, mergulhados no mundo da necessidade, da 'preocupação', formulam representações sobre o trabalho, a educação e a preparação profissional baseando-se, sobretudo, no complexo fenomênico. Apesar de seus núcleos de bom senso, portanto, não alcançam uma compreensão concreta do real. Por isso, muitas vezes, buscam uma qualificação profissional que, no mínimo, a médio prazo, não servirá a seus interesses como cidadãos-trabalhadores. Na ótica do trabalho, é necessário pensar-se a formação escolar profissional com sólida base científica, com vistas à aquisição, por parte do trabalhador, de instrumental analítico, para a leitura do mundo e para a compreensão de sua inserção na produção e na trama de relações sociais.por
dc.identifier.citationULUP, Lilian Rose. Trabalho - escola: por onde passa a qualificação profissional?. Dissertação (Mestrado em Educação) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 1994.
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/9228
dc.language.isopor
dc.rightsTodo cuidado foi dispensado para respeitar os direitos autorais deste trabalho. Entretanto, caso esta obra aqui depositada seja protegida por direitos autorais externos a esta instituição, contamos com a compreensão do autor e solicitamos que o mesmo faça contato através do Fale Conosco para que possamos tomar as providências cabíveis.por
dc.subject.areaEducaçãopor
dc.subject.bibliodataEducação para o trabalhopor
dc.titleTrabalho - escola: por onde passa a qualificação profissional?por
dc.typeDissertationeng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
000061131.pdf
Tamanho:
4.95 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
PDF
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
4.6 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: