Análise dos impactos da implantação do preço horário de energia elétrica: estudo de caso de geradores termelétricos

Data
2021-05-07
Orientador(res)
Gonçalves, Edson Daniel Lopes
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O preço spot de energia elétrica no Brasil (PLD – Preço de Liquidação das Diferenças) sempre foi definido semanalmente, com discretização em 3 patamares de carga (leve, média e pesada). Em julho de 2019, o Ministério de Minas e Energia publicou a Portaria MME nº 301/2019, definindo que a partir de janeiro de 2021 o PLD passaria a ter discretização horária, por meio da utilização do DESSEM (Modelo de Despacho Hidrotérmico de Curtíssimo Prazo). O objetivo deste trabalho foi fazer uma análise dos impactos dessa mudança para geradores termelétricos. O trabalho passa por uma descrição conceitual sobre a formação de preços de energia elétrica, apresenta o modelo do setor elétrico brasileiro e algumas experiências internacionais em mercados relevantes, e descreve as alternativas de remuneração de empreendimentos termelétricos no mercado brasileiro. Por fim, o estudo faz uma avaliação dos impactos da implantação dos preços horários para os agentes termelétricos usando dados históricos e projeções, utilizando o modelo de simulação probabilística SDDP para projetar as condições futuras de operação das usinas e os preços da energia. Ao final do trabalho, é possível concluir que a implantação de preços horários deve causar um impacto financeiro positivo para as termelétricas nos casos analisados. Em valor esperado, este impacto variou de R$ 147,6 mil a R$ 18,2 milhões em um ano de operação entre as usinas avaliadas. Entretanto, este impacto tende a variar consideravelmente a depender das características da usina, submercado e condições do sistema elétrico.


Descrição
Área do Conhecimento