Conciliando maternidade e carreira: o papel dos recursos organizacionais e pessoais

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022-11-30
Orientador(res)
Oliveira, Lucia Barbosa de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O presente estudo tem como objetivo analisar como mulheres que são mães e ocupam posição de gestão em organizações públicas ou privadas conciliam maternidade e carreira e o papel dos recursos pessoais e do trabalho nesse processo. Na metodologia para o alcance dos objetivos propostos, optou-se por uma pesquisa de natureza qualitativa e exploratória com a participação de 18 mulheres que atuam em grandes organizações situadas no Brasil. A teoria de demandas e recursos do trabalho (JD-R theory) serviu de lente teórica para a análise dos dados. Sobre os resultados, a análise mostrou que a maternidade traz desafios para a carreira dessas profissionais, associados ao acúmulo de demandas no âmbito profissional e doméstico. Os resultados corroboram alguns aspectos da teoria de demandas e recursos do trabalho, pois foram identificados recursos do trabalho (apoio do supervisor, flexibilidade de horários e trabalho remoto) e recursos pessoais (auto-eficácia, otimismo e competências gerenciais) que influenciam de forma positiva a conciliação entre maternidade e carreira. A pesquisa também evidenciou o preconceito e a discriminação vividos por algumas dessas mulheres, podendo ser entendidos como mais uma demanda organizacional. Adicionalmente, ao mesmo tempo em que a maternidade emerge como um elemento impulsionador de novas habilidades que contribuem para a carreira dessas gestoras, por outro lado a busca por maior equilíbrio trabalho-família leva algumas delas a renunciar a posições mais elevadas na hierarquia de suas organizações. Limitações: A autora é gestora e mãe de três filhos, o que pode ter influenciado a interpretação dos resultados. Contribuições práticas: Espera-se que os resultados do estudo contribuam para uma melhor compreensão da maternidade e seus desdobramentos, e permitam o desenvolvimento de políticas e práticas organizacionais que permitam equilibrar as demandas desenvolvendo a carreira das mulheres que são mães e gestoras. Contribuições para a sociedade: Com este estudo pretende-se ampliar o debate sobre a necessidade de políticas públicas e organizacionais de apoio à carreira de mulheres, especialmente as que são mães, de forma a viabilizar sua maior representatividade em posições de liderança.


Descrição