Impacto dos diferentes níveis de materialismo na atitude ao endividamento e no nível de dívida para financiamento do consumo nas famílias de baixa renda do município de São Paulo

dc.contributor.advisorAranha Filho, Francisco José Espósito
dc.contributor.authorMoura, Ana Grisanti de
dc.contributor.memberPereira, Inês
dc.contributor.memberPagano, Leonardo
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.date.accessioned2010-04-20T20:52:00Z
dc.date.available2010-04-20T20:52:00Z
dc.date.issued2005-12-13
dc.description.abstractA crescente oferta de crédito no Brasil, principalmente do crédito para pessoa física, ampliou o acesso da baixa renda ao financiamento para aquisição de bens e serviços. Este trabalho é sobre o impacto do materialismo, valor dado aos bens materiais e às propriedades, na atitude ao endividamento e no nível de dívida para financiamento do consumo nas famílias de baixa renda do município de São Paulo. Estudos anteriores encontraram efeito significativo do materialismo na atitude ao endividamento, definida como a favorabilidade dos indivíduos para contrair dívidas, e também no volume de dívida. Os indivíduos com altos níveis de materialismo seriam mais favoráveis ao endividamento como meio de satisfazer seus desejos por bens e, por este motivo, acumulariam maiores volumes de dívida. É razoável supor, porém, que os fatores psicológicos, como materialismo ou atitude ao endividamento, sejam capazes de explicar uma parte da dívida das famílias de baixa renda. Grande parte da dívida, principalmente nestas famílias, é provavelmente decorrente de fatores econômicos, reunidos, neste trabalho, no índice de vulnerabilidade. Das relações entre os construtos materialismo, atitude ao endividamento, vulnerabilidade e dívida para financiamento do consumo, construiu-se o modelo de pesquisa do trabalho e as cinco hipóteses de investigação. Na sua operacionalização, optou-se por um modelo quantitativo, em que cada construto foi medido por escalas e índices adaptados de estudos anteriores; e por um levantamento de campo, realizado com 389 famílias da baixa renda do município de São Paulo. A análise dos dados coletados apoiou a manutenção de três das hipóteses de investigação, uma delas apenas parcialmente; e levou à rejeição de outras duas. As principais conclusões são que o materialismo tem efeito direto sobre a atitude ao endividamento, mas indireto sobre a dívida; que o efeito mais relevante sobre a dívida vem da vulnerabilidade das famílias, mas no sentido inverso do esperado, ou seja, quanto menor a vulnerabilidade. Das relações entre os construtos materialismo, atitude ao endividamento, vulnerabilidade e dívida para financiamento do consumo, construiu-se o modelo de pesquisa do trabalho e as cinco hipóteses de investigação. Na sua operacionalização, optou-se por um modelo quantitativo, em cada construto foi medido por escalas e índices adaptados de estudos anteriores; e por um levantamento de campo, realizado com 389 famílias da baixa renda do município de São Paulo. A análise dos dados coletados apoiou a manutenção de três das hipóteses de investigação, uma delas apenas parcialmente; e levou à rejeição de outras duas. As principais conclusões são que o materialismo tem efeito direto sobre a atitude ao endividamento, mas indireto sobre a dívida; que o efeito mais relevante sobre a dívida da vulnerabilidade das famílias, mas no sentido inverso do esperado, ou seja, quanto menor a vulnerabilidade, maior a dívida; e que a dívida não é pulverizada em diversas fontes, mas concentrada em uma ou duas categorias de financiamento.por
dc.description.abstractThe consumer credit offer in Brazil has grown accessing low-income segments of the population. This work deals with the impact of different materialism levels, defined as the importance a consumer places on possessions and acquisitions, in the attitude toward debt and consumer indebtedness in low-income families in São Paulo. Previous studies have found significant effect in materialism over attitude toward debt, seen as the degree of favorability to debt, over the indebtedness. Highly materialistic people would be more for possessions, which would lead to larger debt amounts. Its is reasonable to suppose that psychological factors such as materialism or attitude toward debt will explain part of the families’ indebtedness. Although, the majority of the debt, mainly in the low-income segment, is probably due to economical factors. In this research they are represented in the vulnerability index. The relationships between these constructs – materialism, attitude toward debt, vulnerability and consumer debt – supported the development of a research model and its five hypothesis for investigation. In its implementation, a quantitative analysis model was chosen, in which a scale or an index adapted from previous studies measured each construct; and a field research was conducted with 389 low-income families in São Paulo. Data analyses offered support to three hypotheses, but to one only partially, and rejected the other two. The main conclusions are that materialism has a direct effect on the attitude, toward debt but indirect on the indebtedness; that the most relevant impact on the debt is due to the families’ vulnerability, but in the reserve order as expected, in the other words, the less the vulnerability the more the debt, and finally that the debt is not spread over diverse debt sources, but rather concentrated in one or two.eng
dc.identifier.citationMOURA, Ana Grisanti de. Impacto dos diferentes níveis de materialismo na atitude ao endividamento e no nível de dívida para financiamento do consumo nas famílias de baixa renda do município de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2005.
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/2347
dc.language.isopor
dc.rights.accessRightsopenAccesseng
dc.subjectMaterialismeng
dc.subjectIndebtednesseng
dc.subjectConsumer crediteng
dc.subjectLow-incomeeng
dc.subjectVulnerabilityeng
dc.subjectMaterialismopor
dc.subjectEndividamentopor
dc.subjectCrédito ao consumidorpor
dc.subjectBaixa rendapor
dc.subjectVulnerabilidadepor
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.subject.bibliodataMaterialismopor
dc.subject.bibliodataConsumo (Economia) - Aspectos psicológicospor
dc.subject.bibliodataDívidaspor
dc.subject.bibliodataCrédito direto ao consumidorpor
dc.titleImpacto dos diferentes níveis de materialismo na atitude ao endividamento e no nível de dívida para financiamento do consumo nas famílias de baixa renda do município de São Paulopor
dc.typeDissertationeng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Ana Crisanti de Moura.pdf
Tamanho:
18.08 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
PDF