Impactos da aplicação do modelo de excelência do PNQ no desempenho de empresas

Data
2005-09-28
Orientador(res)
Csillag, João Mário
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O impacto da adoção de modelos de excelência em gestão com foco na qualidade sobre o desempenho de empresas é um tema recorrente em estratégia de operações. Segundo a teoria sobre o tema, as empresas que adotam estes modelos deveriam observar taxas de lucratividade ou crescimento superiores a outras empresas. Esta dissertação buscou evidenciar, empiricamente, estes impactos para empresas brasileiras que passaram para a segunda fase ou foram finalistas do Prêmio Nacional da Qualidade de 2000 a 2004. O estudo foi feito sobre uma amostra de 1727 observações de 426 empresas de 15 setores, das quais 23 haviam participado do Prêmio Nacional da Qualidade, e 13 haviam passado para sua segunda fase e 6 foram finalistas. Os dados foram obtidos das edições do Balanço Anual da Gazeta Mercantil de 2000 a 2004 e da Fundação Nacional da Qualidade. A técnica de análise incluiu análises de distribuições, testes de média, testes não paramétricos e regressões lineares. O estudo encontrou grande variância de resultados de lucratividade e crescimento, o que ressalta sua importância gerencial. O principal achado do estudo foi que empresas brasileiras que adotam o modelo apresentaram lucratividade acima da média, como foi encontrado por diversos estudos em outros países. No entanto, as empresas brasileiras que adotam o modelo apresentaram crescimento em linha com a média de seus setores. Enquanto a maior parte dos estudos empíricos de outros países mostra uma relação positiva entre a adoção do modelo e o crescimento de empresas, existem teorias que mostram possíveis efeitos adversos da adoção deste modelo de gerenciamento sobre a capacidade de empresas gerarem inovações radicais.


Descrição
Área do Conhecimento