Dinheiro no lixo: o descarte de numerário no contexto da economia circular

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021-03-22
Orientador(res)
Pimenta, Roberto da Costa
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Objetivo – Compreender a relação entre as técnicas de tratamento e destinação de resíduos de cédulas de dinheiro e o conceito de economia circular buscando destacar ainda, quais seriam as possíveis dificuldades para utilização prática do conceito nas casas impressoras e bancos centrais dos países pesquisados, dando ênfase ao Brasil, para responder à pergunta de pesquisa: Em que medida o conceito de economia circular vem sendo utilizado no descarte e tratamento de resíduos de cédulas? Metodologia – A abordagem metodológica utilizada foi a pesquisa qualitativa na qual foram utilizadas diferentes técnicas de coletas de dados para realização deste trabalho: entrevistas, observação direta, questionários, dados públicos divulgados por bancos centrais e empresas impressoras de cédulas de dinheiro, referencial teórico e publicações sobre o tema. A análise dos dados foi realizada sobre o pano de fundo do modelo de economia circular. Resultados – Foi observado uma possível indisponibilidade e falta de transparência entre as instituições pesquisadas para abordar o tema sustentabilidade com relação aos resíduos de cédulas. Neste trabalho, foi observado que cédulas constituídas de polímeros são recicladas praticamente em sua totalidade, sendo uma técnica aderente ao conceito e economia circular, foi observado que praticamente todos divulgam esta ação, que têm impacto positiva na imagem ambiental. Já para as cédulas de algodão foram observadas ausência de divulgação destas informações que pode indicar dificuldades de implantação de técnicas de recuperação de materiais que estivessem alinhadas com a economia circular. A literatura técnica recente apresenta soluções para tratamento deste tipo de resíduo com algodão, indicando que o entrave para reciclagem não é tecnológico. Não se observou relação direta entre a existência de diretrizes nacionais ou políticas corporativas com a prática da reciclagem e compostagem, ao passo que a dificuldade parece estar mais relacionada aos aspectos de gestão e governança das instituições, indicando que elo para que o discurso ambiental se torne prática está no ESG. Contribuições Práticas – O estudo contribui dando subsídios aos gestores para tomada de decisão sobre as melhores práticas em descarte e tratamento de resíduos de cédulas informando as condições suficientes e necessárias para implantação do modelo de economia circular em termos de tecnologias e gestão. Contribuições Sociais – Em todo o mundo centenas de bilhares de cédulas de dinheiro que estão em circulação, serão em algum momento descartadas após seu uso. A pressão sobre os recursos naturais limitados exige que sejam repensados os modelos de destinação de resíduos. A proposta de utilização do modelo de Economia circular contribui para o desenvolvimento sustentável. Originalidade – Em geral, os estudos que tratam dos resíduos de cédulas abordam mais os aspectos técnicos das soluções para reaproveitamento do material do que fatores de gestão, que orientam os tomadores de decisão ou as visões estratégias das empresas, necessários para que as tecnologias de fato entrem em prática.


Descrição
Área do Conhecimento