Trajetória e evolução da economia solidária no Brasil: uma análise processual à luz da performatividade crítica e das políticas prefigurativas

dc.contributor.advisorAlves, Mário Aquino
dc.contributor.authorNonato, Raquel Sobral
dc.contributor.memberDINIZ, EDUARDO HENRIQUE
dc.contributor.memberBARIN-CRUZ, LUCIANO
dc.contributor.memberCALDAS, EDUARDO DE LIMA
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.date.accessioned2021-12-03T21:14:15Z
dc.date.available2021-12-03T21:14:15Z
dc.date.issued2021-11-04
dc.description.abstractEsta tese enfoca a trajetória e evolução da Economia Solidária (ES), aqui compreendida sob três facetas principais: discurso, movimento social e ação pública. De maneira geral, buscou-se explicar como os atores que integram o campo da ES se articulam, interagem e se mobilizam para influenciar transformações institucionais ao longo do tempo. De modo específico, a pesquisa: (i) verificou como a noção de ES é apresentada enquanto teoria crítica no mainstream da produção científica da administração; (ii) desenvolveu um modelo teórico multinível para explicar as dinâmicas de atuação e as estratégias mobilizadas pelos diferentes grupos sociais do campo da ES para influenciar transformações institucionais no contexto brasileiro; e (iii) explicou as principais consequências intencionais e não intencionais desse processo. O framework teórico desenvolvido articulou os conceitos de performatividade crítica e políticas prefigurativas à luz de uma macrolente institucional, de modo a facilitar a compreensão sobre a ação dos diferentes atores diante da arena pública em uma perspectiva temporal e processual. A pesquisa se baseou em metodologia qualitativa e na condução de três estudos de caso que, combinados, forneceram narrativas alternativas sobre o processo de institucionalização da ES no contexto brasileiro: Rede de Gestores de Políticas Públicas de Economia Solidária, Incubadora Pública de Empreendimentos Econômicos Solidários da cidade de São Paulo e a Associação de Mulheres da Economia Solidária (AMESOL). A coleta de dados foi centrada na realização de entrevistas em profundidade, pesquisa documental e observação. A partir de uma abordagem interativa entre o material empírico e referencial teórico, os resultados desta tese contribuem ao validar uma lente analítica capaz de captar diferentes percursos individuais e coletivos trilhados por atores que buscam colocar teorias críticas em prática, a partir das suas diferentes inscrições institucionais.por
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/31346
dc.language.isopor
dc.subjectEconomia solidáriapor
dc.subjectPerformatividade críticapor
dc.subjectPolíticas prefigurativaspor
dc.subjectAção públicapor
dc.subjectPolíticas Públicaspor
dc.subjectCooperativismopor
dc.subject.areaAdministração públicapor
dc.subject.bibliodataEconomia solidáriapor
dc.subject.bibliodataCooperativismopor
dc.subject.bibliodataPolíticas públicaspor
dc.titleTrajetória e evolução da economia solidária no Brasil: uma análise processual à luz da performatividade crítica e das políticas prefigurativaspor
dc.typeThesiseng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
Raquel Sobral Nonato - Trajetória e evolução da Economia Solidária no Brasil - uma análise processual à luz da performatividade crítica e das políticas prefigurativas [revisado pós banca].pdf
Tamanho:
3.72 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
PDF
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
4.6 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: