Inserção de imigrantes no mercado de trabalho

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2019-07
Orientador(res)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O tema das migrações internacionais se destaca na agenda pública ao longo da década de 2010, especialmente pelo aumento dos fluxos migratórios de haitianos e venezuelanos para o Brasil. Dentre as questões debatidas, indaga-se como a população migrante, em busca de melhores condições de vida, consegue se inserir no mercado de trabalho formal. A resposta a esse questionamento requer estatísticas confiáveis e atualizadas, o que pressupõe integração de bases de dados. O artigo propõe, a partir da integração inédita das bases RAIS, CAGED e CTPS, realizar um diagnóstico da integração dos migrantes no mercado de trabalho brasileiro ao longo da última década com uso de ferramentas de análise estatística. Os resultados do estudo apontam que a recuperação do emprego pós-recessão no Brasil foi mais rápida entre estrangeiros do que entre brasileiros na média, mas que a movimentação de estrangeiros é, em geral, mais volátil, o que está relacionado com as características dos empregos típicos dos migrantes. A análise sugere dificuldades de inserção no mercado de trabalho de acordo com habilidades e competências, em especial para migrantes haitianos e venezuelanos. Estas dificuldades podem estar relacionadas a gargalos da política migratória brasileira, como a questão da validação de diplomas estrangeiros. O artigo sustenta que a integração dos dados existentes pode qualificar o processo de tomada de decisão na política e gestão das migrações internacionais no Brasil.


Descrição
Área do Conhecimento