Critérios de decisão de investidores em crowdfunding no Brasil experimentos da análise conjunta baseada em escolhas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-08-16
Orientador(res)
Eid Júnior, William
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Esta pesquisa investiga como indivíduos comuns decidem aplicar recursos financeiros em investment crowdfunding (ICF), abordando as seguintes questões. Com base em que informações principais os investidores de ICF no Brasil tomam sua decisão? Que importância relativa atribuem à estas informações? E como vieses comuns de investimento afetam sua decisão? Para respondê-las, foram utilizados experimentos de análise conjunta baseada em escolhas (CBCA) com usuários de duas plataformas de ICF brasileiras, uma especializada em equity crowdfunding (ECF) e a outra em lending crowdfunding (LCF). Nestes experimentos, investidores selecionaram perfis de ofertas hipotéticas de ECF e LCF, compostas por atributos e níveis praticados em ofertas reais, no mercado brasileiro. A pesquisa é inédita, não somente no Brasil e os resultados contribuem para reduzir a lacuna de conhecimento sobre a decisão de investimento em ICF. Assim, no caso do ECF, os resultados apontam que o critério de decisão mais importante é a experiência do time empreendedor, 65,3% mais importante do que o critério financeiro, dado pelo crescimento da receita projetado nos próximos cinco anos, e 84,2% mais importante que o critério empresa, dado pelo grau de inovação do produto, serviço ou modelo de negócio da startup. Ainda sobre o time, há uma relação em “U” invertido entre seu tamanho e a preferência do investidor; e startups lideradas por mulheres agradam mais aos investidores, viés que é exacerbado nas investidoras mulheres. Por último, a familiaridade dos investidores com o mercado ou produtos da startup é mais relevante para investidores inexperientes. No caso do LCF, dado a importância do investimento imobiliário no Brasil, optou-se por enfocar este investidor. Neste contexto, as evidências indicam que é a percepção de risco de default pelo investidor que determina sua decisão de investir, não a sua expectativa de retorno. Assim sendo, o critério de decisão mais importante para este investidor é o patrimônio líquido (PL) da empresa, proxy de score de crédito, geralmente indisponível ao investidor em LCF a empresas, no Brasil. O PL da empresa é 156,6% mais importante do que o prazo do empréstimo e 179,5% mais importante do que a cidade, onde se localiza o empreendimento. Adicionalmente, a familiaridade com a cidade tende a incentivar o investimento, independentemente da experiência do investidor ou a sua distância geográfica ao local do investimento.


Descrição
Área do Conhecimento