Programa Na Moral: relato de implementação do piloto do programa de prevenção da violência nas escolas

Resumo

A adolescência é uma fase da vida caracterizada por maior impulsividade e propensão ao risco, a aspectos neurológicos associados a uma pior performance escolar, ao abuso de álcool e outras drogas e maior exposição à violência. A literatura sobre o tema indica que políticas públicas preventivas, capazes de promover habilidades socioemocionais dos adolescentes e de fornecer ferramentas necessárias para auxiliá-los nos desafios dessa fase da vida, são mais eficazes do que a adoção de estratégias punitivas. Nesse contexto, o objetivo desse projeto de pesquisa é formular e implementar o Programa Na Moral, um programa que utiliza técnicas de Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) para promover mudanças na forma de pensar, sentir e se comportar dos jovens visando desenvolver suas habilidades de comunicação, gerenciamento de emoções, assertividade, construção de autoestima e desenvolvimento de resistência à pressão dos pares. O desenho do programa teve como base um amplo diagnóstico das causas e consequências associadas ao desenvolvimento de comportamento hostil e envolvimento com atos infracionais. O projeto de pesquisa contemplou as diferentes fases deum processo de formulação de políticas públicas baseado em evidências, começando pelo diagnóstico do problema e sistematização de evidências, para então formular, implementar e avaliar um programa em formato piloto. A versão piloto foi oferecida a 300 alunos, durante o segundo semestre de 2022 e o primeiro semestre de 2023, em sete escolas municipais da Diretoria Regional de Santo Amaro em São Paulo (SP). Na etapa descrita neste relatório, o objetivo é apresentar o trabalho realizado e apontar os desafios, aprendizados e pontos de aprimoramento necessários para implementar em maior escala um programa nesses moldes, que será o objeto para o segundo ano do projeto. Os aprendizados da avaliação da implementação do programa Na Moral incluem a importância de atividades interativas e lúdicas para engajar os alunos e desenvolver habilidades socioemocionais, a necessidade de uma sensibilização e comunicação efetiva para aumentar a adesão dos alunos, a importância de executar o programa durante o turno escolar para alcançar um maior número de jovens e realizar a avaliação de impacto, e a dificuldade de participação dos alunos devido às muitas atividades extracurriculares nas escolas.


Descrição
Área do Conhecimento