Entre malucos e milicos: etnografia, estereótipos familiares e papel da mulher nas relações de cuidado

Resumo

Com base em etnografias desenvolvidas com pacientes psiquiátricos e com oficiais do exército, este artigo discute representações sociais sobre família, a partir de um enfoque epistemológico. Neste contexto, as discussões sobre métodos e técnicas de pesquisa etnográfica e sobre papeis sociais assumidos por mulheres nas relações familiares, ganham destaque.


Descrição
Área do Conhecimento