O ensino da psicologia no curso de administração: como trabalhar em pequenos grupos favorecendo a relação de equipes

dc.contributor.authorDomingues, Ideli
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.date.accessioned2009-10-27T17:28:44Z
dc.date.available2009-10-27T17:28:44Z
dc.date.created1995-01-01T00:00:00Z
dc.date.issued1995
dc.description.abstractThe author, in her consulting job, has observed that people are not trained in their formation, to operate in interactions. There is great difficulty in applying to the everyday routine the information obtained through training. The grupal processes are not perceived as a whole, and the emphasis relies on results instead of trying to evaluate the ways to reach them. In this way, many courses are offered but not everybody is capable of recognizing the obstacles and resistance inherent to all interactions. Still, there is a strong perception that knowledge prevents distortions, and therefore, the internal processes are not adequately experimented, thus there is little possibility of transforming them, when they cannot be identified, named and then related to the theory. There is a clivage between theory and experimenting. This study is based on these assumptions and tried to create a methodology which would help to link Psychology's lines and group work.eng
dc.description.abstractA autora, em seu trabalho na área de consultoria, observou que as pessoas não são instrumentalizadas em sua formação para operar nas interações. Ainda, que haja uma dificuldade muito grande em aplicar as informações, obtidas através de treinamentos a que são submetidos, às situações cotidianas do trabalho. Os processos grupais não são percebidos na sua amplitude, na medida em que são enfatizados os resultados, sem que o percurso para neles se chegar seja reconhecido vivencialmente. Neste sentido, muitos cursos são oferecidos, mas nem todas as pessoas passam a se dar conta de resistências, obstáculos inerentes a toda e qualquer interação. Ainda existe uma percepção forte de que o simples conhecimento evita distorções, e assim os processos internos se são conhecidos, são pouco vivenciados, e portanto há pouca possibilidade de transformá-los, quando não podem ser identificados, nomeados e aí então articulados com o teórico. Há uma cisão entre a teoria e a vivência. Foi refletindo sobre essas questões que esse trabalho buscou criar uma metodologia que auxiliasse o conteúdo da Psicologia e o trabalho em equipe.por
dc.identifier.sici1995;7
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/3033
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofseriesRelatório de pesquisa FGV/EAESP/NPP;n.7por
dc.rights.accessRightsopenAccesseng
dc.subjectLearningeng
dc.subjectCommunicationeng
dc.subjectPequenos grupospor
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.subject.bibliodataComunicaçãopor
dc.subject.bibliodataAprendizagempor
dc.titleO ensino da psicologia no curso de administração: como trabalhar em pequenos grupos favorecendo a relação de equipespor
dc.title.alternativeThe teaching of psychology in the management course: how to work in small groups while favoring team relationshipseng
dc.typeTechnical Reporteng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Rel07-95.pdf
Tamanho:
144.87 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
PDF