Do relationships matter? exploring how leaders perceive the work-family boundaries of employees when working remotely

Data
2022-09-23
Orientador(res)
Sobral, Filipe
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A prática de trabalho remoto apresenta dualidades: ao mesmo tempo em que os funcionários percebem a autonomia como uma vantagem desta modalidade de trabalho, se deparam com desafios para gerenciar as fronteiras entre trabalho e família. Aprofundar o entendimento destas questões é de grande importância, principalmente sob a ótica dos líderes. Líderes podem atuar como protetores do domínio do trabalho e possuem papel importante em como os funcionários são habilitados a gerenciar as fronteiras de trabalho-família. Ademais, a relação existente entre líder e funcionário pode influenciar no gerenciamento de tais limites. Neste contexto, este estudo objetiva investigar em que medida o nível da relação entre líder e funcionário (representado pelo conceito da sigla em inglês LMX) influencia as expectativas e permissões apresentadas pelos líderes com relação às dinâmicas das fronteiras de trabalho-família dos funcionários, no modelo de trabalho remoto. O enfoque é especificamente no que tange as expectativas dos líderes quanto ao gerenciamento, por parte do funcionário, das fronteiras de trabalho-família, e as expectativas e permissões dos líderes de interrupções destes domínios (i.e.: interrupções do trabalho no domínio da família e interrupções da família no domínio do trabalho). Para verificar este fenômeno, uma pesquisa experimental foi desenvolvida e divulgada de acordo com a metodologia de ‘bola de neve’. Os resultados alcançados através da participação de 217 brasileiros, 82% com experiência profissional em cargos de gestão, revelam efeito direto entre LMX e expectativas dos líderes de que os funcionários tenham controle das fronteiras trabalho-família, e o efeito direto entre LMX e permissões dos líderes de interrupções da família no domínio do trabalho. Apesar de não ser apresentada relação direta entre LMX e expectativas dos líderes de interrupções do trabalho no domínio da família, os resultados indicam o papel de mediação do controle de fronteiras dos funcionários nesta associação. Os resultados trazem reflexões e contribuições, tanto para Academia quanto para Organizações. Para a área acadêmica, provoca a análise de fronteiras de trabalho-família e trabalho remoto sob o ponto de vista dos líderes. Para as organizações, enfatiza o papel da liderança, as relações entre líder e funcionário, e aspectos da gestão das fronteiras de trabalho-família no modelo de trabalho remoto. Este estudo enfatiza que o nível da relação entre líderes e funcionários importa.


Descrição