In search of moderation: essays on political polarization

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-06-20
Orientador(res)
Andrade, Eduardo Bittencourt
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

As últimas décadas testemunharam uma exacerbação da polarização política em diversas regiões do mundo. Embora haja bastante evidência de que a orientação política seja um forte importante de atitudes e comportamentos em diversos contextos, sabe-se menos sobre (i) se e como isso também ocorre no contexto de ameaças emergentes (por exemplo, a pandemia de Covid-19) e (ii) o que pode possivelmente atenuar tais divisões. Endereçando essas lacunas, a pesquisa atual primeiro mostra que o apoio ao distanciamento social, uma política pública que conta com ampla convergência entre os especialistas, já se encontrava polarizada entre os brasileiros no início da pandemia de COVID-19. Conservadores eram sistematicamente menos favoráveis ao distanciamento social do que liberais devido a discrepâncias na sensibilidade às ameaças ao sistema econômico. Notavelmente, o efeito da orientação política superou a influência da vulnerabilidade econômica pessoal, uma condição supostamente exacerbada pela política pública em questão. Dada a forte polarização política, esta pesquisa em seguida investiga se endossantes contra-estereotípicos podem atenuar a polarização comumente observada em muitas políticas relacionadas ao consumo. Quatro experimentos conduzidos em um ambiente social altamente polarizado (Brasil) demonstram que endossantes contra-estereotípicas atenuam a associação bem estabelecida entre a orientação política e as preferências sobre políticas relacionadas ao consumo. Criticamente, a atenuação ocorre de forma assimétrica— endossantes contra-estereotípicas sistematicamente persuadem os grupos in-groups sem dissuadir out-groups. O fenômeno é observado em políticas relacionadas ao consumo tradicionalmente associadas tanto a liberais (legalização da cannabis e direitos ao aborto) quanto a conservadores (direitos de posse de armas). Os resultados corroboram um processo direto de identificação com o in-group: embora a atenuação assimétrica da polarização ocorra mesmo na ausência de mudanças de crença sobre os benefícios da política, ela desaparece quando as pessoas são incentivadas a questionar a filiação do grupo da fonte.


Descrição