A participação de Adhemar de Barros no processo do golpe empresarial-militar de 1964

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-04-12
Orientador(res)
Gonçalves, Martina Spohr
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este trabalho é o resultado de uma pesquisa sobre a participação de Adhemar de Barros, governador do estado de São Paulo, na ação política golpista que levou à deposição do presidente da República João Goulart e do regime liberal-democrático de 1946. Trata-se de um esforço no sentido de compreender as relações estabelecidas entre o chefe do Executivo paulista e o bloco multinacional e associado organizado no complexo IPES/IBAD. Para tais fins, se coloca como fundamental a tarefa de analisar a crise orgânica do início dos anos 1960 e o longo processo de desestabilização contra o governo Goulart (1961-1964) enquanto elementos centrais para a explicação do fim do arranjo de colaboração de classes estabelecido em 1930. Compreender a dinâmica do regime instaurado com o golpe empresarial-militar de 1964 exige analisar sua institucionalização, durante o governo Castello Branco (1964-1967). Neste período, Adhemar, operador político protagonista na coalizão golpista, vive o crepúsculo de sua trajetória e rompe com a ditadura militar após uma série de atritos nos seus primeiros anos.


Descrição